Bionematicida registrado
 à base do fungo
 Pochonia chlamydosporia  

O Problema:
Nematoides

O que são?

Nematoides são vermes minúsculos de solo, difíceis de controlar, que sugam as raízes das plantase e reduzem a produtividade. Para contê-los, muitos produtores utilizam nematicidas químicos altamente tóxicos e poluentes, que deixam resíduos no lençol freático e nos alimentos.

Danos e sintomas

Os sintomas se manifestam em grupos de plantas sobre áreas do solo com maiores populações de nematoides - as reboleiras. Quando infectadas, as plantas se tornam:

  • Menores

  • Amareladas

  • Murchas

  • Fracas

  • Pouco produtivas

e muitas morrem no processo. As raízes infectadas podem apresentar galhas, necroses ou perda de radicelas.

As plantas também ficam mais suscetíveis a outros causadores de doenças, como fungos e bactérias. O ataque direto do nematoide a órgãos comestíveis, como cenoura e batata, inviabilizam a comercialização.

Impacto econômico

Redução na qualidade dos produtos e diminuição de, aproximadamente, 12% da produtividade, são consequências dos danos causados por esses organismos.

Esse impacto resulta em prejuízos para o produtor: estima-se que os nematoides causem perdas por volta dos 157 bilhões de dólares/ano na agricultura em todo o mundo (Abad et al, 2008).

Perda causada por nematoide em plantações no Brasil

Feijão
10,9%
Batata
12,2%
Citrus
14,2%
Café
15,0%
Cana
15,3%
Banana
19,7%
0%
5%
10%
15%
20%
25%

solução:
Rizotec

O que é o Rizotec?

Rizotec é um produto 100% natural e orgânico de controle biológico de nematoides. Feito com alta concentração de clamidósporos do fungo Pochonia chlamydosporia, ele foi desenvolvido após anos de pesquisa para que sua eficácia também fosse combinada a uma fórmula completamente sem risco a saúde das pessoas e ao meio ambiente.

POR QUE Pochonia?

O fungo Pochonia chlamydosporia foi escolhido para ser o componente ativo do Rizotec por suas excelentes qualidades:

  • Reduz populações de nematoides dos gêneros Meloidogyne, Heterodera, Rotylenchulus, Pratylenchus e outros;

  • Coloniza e elimina grande quantidade de ovos e de fêmeas nematoides;

  • Sobrevive em matéria orgânica no solo (palhada) na ausência do nematoide;

  • Faz uma associação benéfica com a raiz da planta;

  • Induz resistência na planta à nematoides e fungos fitopatogênicos;

  • Solubiliza e aumenta a absorção de fósforo, nitrogênio e potássio, o que promove o crescimento da planta;

  • Melhora a resistência à seca e a solos salinos;

Como aplicar?

Em hortaliças, o Rizotec deve ser pulverizado sobre o canteiro e incorporado com uma enxada rotativa. O produto Rizotec também pode ser aplicado em covas de plantio no caso de mudas.

Em culturas semi-perenes e perenes, como fruteiras (goiaba, mamão, figo, banana, etc) e em café, o Rizotec deve ser aplicado em jato dirigido com pulverizador limpo tratorizado ou manual, sobre o solo, abaixo da copa das plantas, dos dois lados.

Na cultura da soja e do algodão, o método que vem se mostrando mais eficiente é a aplicação de Rizotec via milheto (Pennisetum americanum) em tratamento de sementes. Dessa forma, o fungo poderá explorar mais o solo e destruir os ovos de nematoides logo no início.

Observações de campo

Confira os resultados dos testes feito em colheitas com o Rizotec.

Tratamento Fungos Nematófagos x RIZOTEC - Fábio Ueda - Campos Altos- MG

Trabalho científico realizado no Grupo Sekita

A Rizoflora

Institucional

A Rizoflora Biotecnologia é uma empresa spin-off do Laboratório de Controle Biológico de Nematoides da Universidade Federal de Viçosa, criada como resultado de mais de 20 anos de pesquisas do professor Leandro Grassi de Freitas, do Departamento de Fitopatologia da UFV.

Com produtos biológicos 100% orgânicos, a Rizoflora apoia produtores para que colham os melhores resultados com manejo consciente. Assim, cuida das condições do solo, do desenvolvimento sustentável das plantações e beneficia produtores e consumidores, fazendo o bem ao longo de toda a cadeia.

História

2006

Nasce a Rizoflora, criada com o objetivo de oferecer alternativas ecológicas aos defensivos químicos tóxicos.

2007

A Universidade Federal de Viçosa (UFV) assina o contrato de compartilhamento de infraestrutura com a Rizoflora.

2008

O Fundo Criatec aprova investimento na Rizoflora. A empresa foi selecionada por apresentar “uma tecnologia inovadora, que soluciona um problema claro e economicamente relevante”.

2009

Início das operações no Parque Tecnológico de Viçosa (MG). Primeira biofábrica para produção do fungo Pochonia chlamydosporia é construída no Brasil.

2013/2014

Produção intensiva. Devido ao sucesso dos primeiros testes, processos internos são aperfeiçoados com o objetivo de aumentar a capacidade produtiva e evoluir a qualidade final do produto.

2016

Obtenção do registro do Rizotec pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, para produção e comercialização do produto no Brasil.

Contato

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form